You are currently viewing A queridinha do momento: Energia Solar

A conta de luz não para de subir, e a crise hídrica já levou à criação de uma nova bandeira tarifária, que aumenta em R$14 a conta para cada 100 kWh consumidos. Sem muitas opções, o brasileiro tem que economizar energia para tentar salvar algum dinheiro no bolso.

Mas, ao mesmo tempo em que o céu trouxe a má notícia da falta d’água, também proporciona a geração de energia solar, considerada limpa, ou seja, que não consome recursos naturais na sua produção. Em várias cidades, residências já têm painéis solares, principalmente para aquecer a água do chuveiro, um dos grandes vilões do consumo, especialmente em dias frios.

A capacidade instalada de fontes de energia renovável, em especial a energia solar, cresceu mais de 240% nos últimos cinco anos, segundo dados da Irena (Agência Internacional de Energia Renovável, na sigla em inglês).

No Brasil, a maior fonte de eletricidade é proveniente de energia hidrelétrica. Este sistema traz impactos socioambientais negativos como destruição da vegetação natural e assoreamento do leito dos rios. Para quem busca por alternativas mais sustentáveis, uma opção é a energia solar.

Toda luz e calor proveniente do sol, transforma-se em energia solar que, por sua vez, pode ser convertida em eletricidade. Para utilizar dessa forma, existem dois principais tipos de tecnologia: fotovoltaica e térmica.

Entre os principais benefícios do sistema fotovoltaico está a economia financeira, já que quando se fala em energia elétrica por concessionárias, muitos fatores influenciam para uma tarifa alta, como a escassez de água e crises econômicas.Também vale destacar entre os pontos positivos da energia solar fotovoltaica a manutenção simples, não poluente e a valorização do imóvel em caso de venda.

Na energia térmica, a radiação solar é usada para gerar um calor de alta temperatura. Para isso, são necessários dois componentes principais: os refletores (espelhos) e os receptores. O primeiro capta e concentra a luz e o segundo fica responsável por coletar e convertê-la em calor.

O sistema de energia solar térmico funciona tanto para usinas térmicas solares para gerar eletricidade, quanto para residências e estabelecimentos com pequenas instalações para obter água quente em chuveiros, torneiras e piscinas. Neste caso, um reservatório térmico mantém a água aquecida até o momento em que ela for usada.

Apesar de ambos sistemas serem mais econômicos e sustentáveis, suas funcionalidades são diferentes nas residências, sendo possível até o uso dos dois ao mesmo tempo. Lembrando que os custos referentes à instalação podem variar de acordo com cada necessidade e que o serviço deve ser feito sempre por uma empresa especializada.

Deixe um comentário