You are currently viewing Confira: Brasil entra no Top 10 de países que mais instalaram energia solar em 2020

Segundo um levantamento feito pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) a partir de dados do International Energy Agency Photovoltaic Power Systems Programme (IEA PVPS), que inclui tanto grandes usinas quanto pequenos sistemas, o Brasil subiu para 9ª posição no ranking de países que mais instalaram energia solar em 2020.

De acordo com as estatísticas, no ano passado, o Brasil instalou 3.152,9 megawatts (MW) de fonte solar fotovoltaica, incluindo 2.535,3 MW (80 %) em sistemas de geração distribuída e 617,6 MW (20 %) em sistemas de geração centralizada.

Com isso, o setor solar trouxe ao Brasil R$ 15,9 bilhões em novos investimentos e mais de 99 mil novos empregos. No acumulado dos últimos oito anos, o país já investiu R$ 42,1 bilhões em energia solar e gerou 236 mil empregos, conforme mostra o estudo.

Ainda segundo a Absolar, essa é a melhor posição do Brasil no ranking mundial. No ano de 2017, o país ficou em 10º, caindo para 11º em 2018 e 12º no ano seguinte, 2019. Os principais destaques na capacidade de instalação de energia solar em 2020 foram China, Estados Unidos, Vietnã, Japão e Alemanha.

Os fortes números no Brasil vieram mesmo com o setor de energia solar também sofrendo efeitos negativos da pandemia global de Covid-19, que teve o Brasil como um dos países mais atingidos.

De acordo com a Absolar, cerca de 80% das instalações fotovoltaicas no Brasil em 2020 foram de sistemas menores, conhecidos como geração distribuída, que geralmente envolvem placas solares em telhados para atendimento à demanda de consumidores residenciais ou empresas.

Também chamadas pela sigla “GD”, essas instalações somaram 2,5 GW em capacidade no país no ano passado, contra quase 617 megawatts de usinas de geração centralizada, de maior porte.

Neste ano, somados esses dois mercados, a expansão de capacidade poderia atingir 4,9 gigawatts, quase 56% superior à vista em 2020, segundo projeções da Absolar.

Desse modo, o crescimento deverá ser novamente puxado pelas instalações de geração distribuída, com aumento de 3,9 GW, enquanto grandes usinas somariam 1,1 GW.

Deixe um comentário